Google+ Badge

Google+ Badge

Google+ Badge

Rádio Líder FM de Acopiara

quarta-feira, 8 de abril de 2015

Energia e gasolina elevam inflação em Fortaleza a 1,57% em março

No Brasil, a inflação foi de 1,32%, a maior taxa desde fevereiro de 2003.
Em 12 meses, o indicador, em Fortaleza, acumula alta de 8,29%.

Do G1 CE
Bomba de gasolina em posto na Avenida Morumbi, zona sul de São Paulo - 29/01/2015 (Foto: Marcelo Brandt/G1)Preço da gasolina foi responsável pelo aumento da
inflação em Fortaleza
A inflação oficial de Fortaleza, medida pelo Índice de preços ao Consumidor Amplo (IPCA) ficou em 1,57% em março depois de avançar 0,75 pontos percentuais sobre a de fevereiro, que registrou índice de 0,82%, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A energia e a gasolina foram os principais responsáveis pelo aumento no período. Somente o aumento na conta de luz aumentou em mais de 50% o índice geral.
A taxa registrada na capital cearense foi superior à registrada no Brasil e a quarta mais alta entre as regiões pesquisadas. No Brasil, a inflação foi 1,32% em março, a maior taxa desde fevereiro de 2003, quando atingiu 1,57%, e a mais elevada desde 1995, considerando apenas o mês de março.
Em 12 meses, o indicador, em Fortaleza, acumula alta de 8,29%, valor está bem acima do teto da meta de inflação estabelecida pelo Banco Central (BC), de 6,5%, e superior à taxa do país de 8,13% a maior desde dezembro de 2003 (9,3%). A estimativa mais recente do boletim Focus, do Banco Central, apontava que os economistas do mercado financeiro previam que o IPCA atingisse 8,2% no final deste ano.
"O que a gente analisa em 12 meses é que o consumidor está pagando mais para vários produtos, mas principalmente para se alimentar e para morar”, disse Eulina Nunes dos Santos, coordenadora de Índices de Preços do IBGE.
“Lá em 2003, o ano vinha trazendo inflação que começou no segundo semestre de 2002. O ano de 2002 fechou com inflação de 12,52%. E teve o efeito do dólar. A característica do primeiro trimestre de 2003 tem pontos em comum com esse ano, mas o perfil é diferenciado. Porque ali foi uma mega desvalorização do real que influenciou os preços, por conta das eleições, influenciou a alta do dólar e isso se descarregou ainda no primeiro trimestre de 2003”, analisou.
Energia e gasolina
A energia elétrica foi a principal responsável pelo aumento em março, representando mais de 50% do índice geral. Na capital cearense, a energia elétrica aumentou 25,81% no mês de março. Mas com entrada em vigor, a partir de 02 de março, da revisão das tarifas aprovada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) ocorreram aumentos extras, fora do reajuste anual, para cobrir custos das concessionárias com a compra de energia. Em Fortaleza, esse aumento extra foi de 8,91%. Em 12 meses, o aumento na tarifa de energia elétrica em Fortaleza foi de 50,38%.
Cabe destacar a alta da gasolina, cujos preços se elevaram em 1,26%, ainda refletindo uma parte do aumento nas alíquotas do PIS/COFINS que entrou em vigor em primeiro de fevereiro. Com isto, o litro do combustível totaliza 9,80% de aumento médio neste ano. Considerando os últimos doze meses, a alta foi de 11,49%, chegando a 17,05% na região de Fortaleza.

Nenhum comentário:

Postar um comentário