Google+ Badge

Google+ Badge

Google+ Badge

Rádio Líder FM de Acopiara

quinta-feira, 9 de abril de 2015

08/04/2015 22h24 - Atualizado em 08/04/2015 22h34

Michel Temer avalia deixar presidência do PMDB

Vice-presidente tem conversado com peemedebistas sobre o assunto.
Ele passou a assumir a articulação política do governo nesta terça.

Filipe MatosoDo G1, em Brasília
Vice-presidente da República, o presidente nacional do PMDB, Michel Temer, avalia deixar o comando do partido, informaram ao G1 nesta quarta-feira (8) pessoas próximas a ele e o vice-presidente da legenda, senador Valdir Raupp (RO). Caso a saída seja concretizada, o cargo deverá ser ocupado por um dos vice-presidentes - o próprio Raupp, Íris Araújo (GO) ou Romero Jucá (RR).
Temer reassumiu o comando da legenda em julho do ano passado, após ter se licenciado do cargo no começo de 2011. Na ocasião, ele justificou a decisão a interlocutores ao dizer que, desta maneira, teria atuação mais efetiva dentro do PMDB nas decisões relacionadas à corrida presidencial de 2014.
Novo responsável pela articulação política do governo, Temer assumiu nesta terça (7) as atribuições da Secretaria de Relações Institucionais e passa a acumular a função de conduzir a interlocução do Palácio do Planalto com o Congresso Nacional, governadores e prefeitos.
Segundo interlocutores, Temer começou a pensar em deixar a presidência do PMDB em função do número de tarefas diárias que terá de desempenhar,  já que acumulará a Vice-presidência e a articulação política, além das tarefas ligadas ao partido.
Ao G1, o vice-presidente do PMDB, senador Valdir Raupp (RO), disse ter conversado na terça e na quarta-feira com Temer sobre o assunto e afirmou que nesta quinta voltará a se reunir com o vice-presidente da República em Brasília.
“Ele comentou mesmo ontem à noite [terça] que estava estudando deixar a presidência do PMDB. Voltamos a nos falar sobre o assunto hoje [quarta] e voltaremos a conversar sobre isso amanhã [quinta]”, disse Raupp.
“E ele está pensando no assunto em função do acúmulo dos cargos e das funções no partido. Já tem muita demanda na vice-presidência, na articulação e no PMDB. E este acúmulo é pesado”, completou.
Segundo Raupp, Temer deverá se reunir com lideranças do PMDB nesta quarta-feira no Palácio do Jaburu, residência oficial da vice-presidência, ou no Palácio do Planalto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário